O Mês do Teatro, feito em parceria com a Câmara Municipal de Elvas, aconteceu entre 4 e 26 de Novembro e contou com doze espetáculos, dois filmes, uma exposição, uma feira do livro de teatro e um bar aberto no foyer do cineteatro, contando claro, sempre com uma participação ativa da população elvense.

Abrir as portas do CineTeatro é convidar-nos a estarmos juntos no lugar onde todos podemos fitar a Humanidade. 

 

É querer, a cada fim-de-semana de Novembro, na mesma sala, ver 

partos de mundos e gentes diferentes. 

 

Às 6ª feiras, somos levados pelas mãos e pelas vozes dos atores 

elvenses, aos Sábados, acompanhados 

de criadores vindos de fora, viajamos à Rússia, vamos a Cuba, 

perdemos a identidade e mudamo-nos com o tempo, para trás e para a frente. Finalmente, aos Domingos, ao lado das crianças, esquecemo-nos de metade dos nossos anos e rimos o mesmo riso. E na manhã seguinte, os 

espetáculos, por vezes, continuam a cintilar... porque essa coisa mágica

do teatro invade os nossos corpos, e fica ali, na memória, bem ao lado das coisas que aconteceram ‘de verdade’ connosco.

 

Dizia o Manoel de Oliveira, o cineasta, 

O teatro é mais rico. Os atores estão lá.