Imagem%20A%20Salto%202020_edited.jpg
Logo A Salto 2020.png

No ano em que o mundo ficou sem chão, quisemos erguer um festival para olhar o céu. Resistimos, assim, aos caprichos da vida, inventando pulmões - e não é disso que trata a arte? - que façam do caos, poemas. Citamos Lavoisier para que tudo se transforme: as máscaras, os ódios, os medos. Fizemos o festival pé-ante-pé, com a coragem silenciosa de quem resiste e resiste, colhendo confianças como Blimunda procurou vontades. Aqui estamos e estamos prontos. Cá dentro, trazemos um conto de belas adormecidas sobre o desejo de um corpo espetacular. Depois da quarentena, somámos e multiplicámos todas as saudades, num estranhofone que as canta, uma-a-uma. Calendário para um abraço ou um beijo. Como se Romeu e Romeu se reencontrassem e estes dias fossem a Homenagem ao amor em tempos de cólera, uma espécie de ritual em que celebramos estar juntos, quando comungar é raro e frágil. Vida tão só, vida tão estranha. Metemos os papéis pelas mãos. Cozinhamos paisagens no céu da boca, no céu das estrelas, no céu dos sonhos, no céu inventado pelas nossas mãos, juntas. E, por fim, chegamos a zénite. 

Informações e Contactos

 

reservas:

geral.umcoletivo@gmail.com

 91 682 05 73 / 93 503 91 51

 

informações:

geral.umcoletivo@gmail.com

posto de turismo de Elvas (parada do castelo)

Casa Tangente (rua de martim mendes, 19)